O filme Psicose, de Alfred Hitchcock de 1960 teve um orçamento de 800 mil dólares e arrecadou cerca de 60 milhões, o diretor reaproveitou parte do elenco da série de TV que produzia na época, a trama foi baseado em um livro de Robert Bloch que Alfred comprou por apenas 9 mil dólares, a trama de Psicose ganhou continuação como Psicose 2, Psicose 3 e o polêmico re-make de 1990 de Gus Van Sant. A história conta a história de Marion Crane (Janet Leigh) uma secretária que resolve dar um calote na empresa em que trabalha e roubar cerca de 40 mil dólares para se casar e começar uma nova vida, durante a fuga ela enfrenta uma tempestade e acaba parando em um hotel. O local é administrado por Norman Bates (Anthony Perkins) que nutre um forte respeito e temor a sua mãe, ao passar a noite no hotel ela não sabe o perigo que acerca.

 

Cena épica

Em 1960 Alfred Hitchcock já era bem conhecido por seus filmes, porém quis apostar em mais uma cena, a sequência do “Chuveiro” de Psicose contém cerca de 45 planos e 70 posicionamentos de câmeras, na cena Marion está tomando banho, quando um assassino desconhecido a mata, na década de 60 era proibido mostrar vaso sanitário nas filmagens, Hitchcock fez questão de dar um plano detalhe no vaso. O diretor foi ousado ao mostrar a morte da personagem ao cair com os olhos abertos, já que na época não era comum esse ato, Alfred mostrou que não é preciso muito para se fazer uma cena de “terror” bem-feita, o sangue em cena era feito com calda de chocolate e a faca não chegava a atravessar o corpo da personagem. 

 

Efeito de Sonoplastia

A trilha foi produzida por Bernard Herrmann conhecido nos filmes Kill Bill vol 1 e Taxi Diver, digna de ser aterrorizante o diretor distribui a música ao longo da trama de forma inusitada, resolveu aumentar a sonora nos momentos tensos e diminui-la na calmaria, porém em espaços curtos de tempos. Na cena do banheiro o som da facada na personagem é o mesmo som de uma faca atingindo um melão.

 

Questões Polêmicas

Alfred Hitchcock apostou em ousadia em fazer um filme que criou um novo conceito de aceitabilidade de violência, comportamento desviado, dupla personalidade e transtornos sexuais, eram questões não comentadas no cinema, pós estreia o Psicose rendeu algumas polêmicas, mas foi aclamado pela crítica após render grande bilheteria e também ao ser nomeado em quatro indicações ao Oscar incluindo melhor atriz Janet Leight e melhor diretor Alfred Hitchcock.