cinema nickelodens44

O diretor Sueco Lasse Hallström (sempre ao teu lado e quatro vidas de um cão) é a pessoa mais memorável do longa-metragem “O quebra-nozes e os Quatro Reinos”, o filme também tem a participação do diretor Joe Johnston (Jumanji). Lasse Hallström é conhecido por seus filmes com teor emocional! Entretanto deixa um pouco a desejar nesta adaptação da Disney para os cinemas.

O quebra-nozes e os Quatro Reinos conta a famosa história produzida pela The Walt Disney Company. Sinopse: Clara perde a única chave mágica capaz de abrir um presente de valor incalculável dado por seu padrinho. Ela decide então iniciar uma jornada de resgate que a leva pelo Reino dos Doces, o Reino das Neves, o Reino das Flores e o sinistro Quarto Reino. Com classificação indicativa de 10 anos o filme tenta atrair crianças, trabalhando com muita trilha sonora, danças e uma boa direção de arte.

O quebra-nozes possui uma trilha sonora “incessante”! O que prejudica o efeito que a trilha poderia causar. A música exacerbada cansa o telespectador, e acaba não dando uma pausa aos nossos ouvidos. Já a participação de Morgan Freeman com o personagem “Drosselmeyer” é pequena e pouco proveitosa! observamos também que esta é a terceira parceria entre Keira Knightley e Matthew Macfadyan anteriormente os atores já trabalharam em outras produções.

Apesar do filme não entusiasmar e demorar em contar o fio da meada, a direção de arte é grandiosa, com muitas cores, adereços e estereótipos bem caracterizados o que representa maravilhosamente o balé do “Quebra-nozes”. Na minha humilde opinião a única parte do filme que emociona é os créditos finais, com a dança clássica do Quebra-nozes e logo depois o letreiro com a maravilhosa voz de Andrea Bocelli.