Desde 1895, o cinema tenta contar histórias! De início, o ato de “filmar” era apenas uma gravação comum. Normalmente filmavam-se trabalhadores, cotidiano e curiosidades. Após a descoberta de novas técnicas e a evolução da ‘indústria cultural’, os americanos se sobressaíram.

O cinema hollywoodiano passou por algumas fases como por exemplo; cinema mudo, cinema falado, Westerns, a era technicolor, gângster e assim por diante. A quem diz que temos que fugir dos preceitos americanos (e até certo ponto devemos levar isso em consideração), porém temos que entender aforça da sétima arte neste país. Desde então, o cinema americano apresenta uma exibição modelo, que atinge uma grande bilheteria (porém não é o maior país na indústria cinematográfica, clique aqui e saiba mais).

Critérios de escolha

Nos tempos atuais o ser humano tem um “padrão” de escolha! O critério de noticiabilidade briga entre o interesse do público vs interesse público. O critério de “DRAMA’ vem das artes dramáticas, o ato de emocionar, sensibilizar e fazer chorar é um“talento” que todas as artes podem praticar!

1ºtempos modernos (1936)

Sinopse: O icônico Vagabundoestá empregado em uma fábrica, onde as máquinas inevitável e completamente odominam e vários percalços o levam para a prisão. Entre suas passagens pelaprisão, ele conhece e faz amizade com uma garota órfã. Ambos, juntos eseparados, tentam lidar com as dificuldades da vida moderna, o Vagabundo trabalhandocomo garçom e, eventualmente, um artista.

O fim do cinema mudo para Charlie Chaplin acabou tarde! Quase 10 anos após o filme The jazz Singer (1927). O filme retrata uma realidade ‘dura’ sobre o ser humano e sua adaptação nos tempos atuais.

2º meu primeiro amor (1991)

Sinopse: Vada Sultenfuss, uma garota de 11 anos, é obcecada com a morte, pois sua mãe morreu quando a garota nasceu e seu pai, Harry Sultenfuss, é um agente funerário que não lhe dá muita atenção. Vada é apaixonada por Jake Bixler, seu professor de inglês, e é muito amiga de Thomas J. Sennett, um garoto que é alérgico a tudo. Quando Harry contrata Shelly DeVoto, uma maquiadora, para os funerais e se apaixona por ela, Vada se sente rejeitada e quer fazer qualquer coisa para separá-los.

O filme estrelado por Macaulay Culkin e Anna Chlumsky exprimir uma sensibilidade “original”, quem nunca viveu o seu primeiro grande amor? O amor de infância seguido pela morte do mesmo, oferece ao telespectador um choro simplório. 

3ºO menino do pijama listrado (2008)

Sinopse:  Durante a Segunda Guerra Mundial, Bruno, um garoto de oito anos, e sua família saem de Berlim para residir próximo a um campo de concentração, onde seu pai acaba dese tornar comandante. Infeliz e solitário, ele vagueia fora de sua casa e certo dia encontra Shmuel, um menino judeu de sua idade. Embora a cerca de arame farpado do campo os separem, os meninos começam uma amizade proibida.Este filme tem coprodução americana e do reino unido, retrata uma Alemanha nazista e aborda a questão das câmaras de gás e os experimentos além de cruel de Hitler. O que nos deixa “baqueados” e deixados em lágrimas.

4ºsempre ao teu lado (2009)

Sinopse: Professor universitário encontra na estação de trem um filhote de cachorro da raça Akita, conhecida por sua lealdade. O cão passa a acompanhá-lo até a estação de trem e esperar sua volta. Até que um acontecimento inesperado altera sua vida.

Quem nunca viu este filme na sessão da tarde? E ainda sim todas as vezes se emocionar? Os animais têm a incrível capacidade de criar uma sensibilidade nas telonas e claro, seguido com uma bela trilha sonora do compositor Jan A. P.Kaczmarek o que nos faz chorar ainda mais!

5ºA espera de um milagre (1999)

Sinopse: Um carcereiro tem um relacionamento incomum e comovente com um preso que está no corredor na morte: Coffey, um negro enorme, condenado por ter matado brutalmente duas gêmeas de nove anos. Ele tem tamanho e força para matar qualquer um, mas seu comportamento é completamente oposto à sua aparência. Além de ser simples, ingênuo e ter pavor do escuro, ele possui um dom sobrenatural. Com o passar do tempo, o carcereiro aprende que, às vezes, os milagres acontecem nos lugares mais inesperados. Esta dramática história de “Stephen King” ganhou vida com a atuação excelente de Tom Hanks!

Considerações:

Esta lista de filmes é baseada exclusivamente na minha opinião, é claro que falta mais 10 filmes que poderíamos citar aqui. Além do mais, o cinema é uma arte democrática, onde o público é quem decide o que vai assistir e o que vai lhe agrada ou não! Às vezes o cinema tem a função de emocionar, prestar serviço e até mesmo curar pessoas com o seu “dom”! Dom de comover e emocionar desde os corações mais liberais até as pedras mais duras. 

O cinema tem o “dom” de curar a ferida mais gritante e as mágoas mais ardentes, basta aparecer em cena que sua sensibilidade é capaz de quebrar a pedra mais dura.