Filme dirigido por Gregory Plotkin (Atividade Paranormal: Dimensão Fantasma) tem o seu roteiro escrito por quatro roteiristas de peso ‘Seth M. Sherwood, Blair Butler, Stephen Susco e Akela Cooper’ além de possuir o brilhante “Tim Burton” trabalhando na área de efeitos especiais. “Parque do inferno” apesar de ter aparência não sai do comodismo!

O filme conta a história de um grupo de adolescentes que decidi ir ao famoso ‘parque do inferno’, porém ao longo da aventura, uma pessoa distribui medo entre os jovens. ‘Parque do Inferno’ traduzido do inglês-Hell Fest é um filme de terror americano, infelizmente não surpreende muito, imagine que existe um padrão pré-estabelecido, um modelo a ser seguido para garantir a sequência da trama ou ao menos uma boa ‘rentabilidade’, infelizmente este filme segue a linha comum de como retratar um “serial killer” nos cinemas.

Podemos observar a dedicação da direção de arte, montar um parque de terror, caracterizar monstros, dar vida ao irreal não é uma tarefa fácil!  Também temos que levar em consideração a brilhante ideia do maquiador Tony Gardner, de criar a máscara do vilão citado no longa. Apesar do esforço, a trama não causa muito medo e nem sustos, já que grande parte do filme é baseado em cenas de sustos, creio eu que o telespectador cria uma ‘barreira’ protetora contra sustos sem graça que o diretor Gregory Plotkin exibiu.

“Parque do inferno” é mais do mesmo, infelizmente vemos uma Hollywood marqueteira, que só bate encima da mesma tecla! Filmes Slasher! Com um arco dramático totalmente instável (não que isso seja totalmente ruim) e personagens bobos que vão atrás do ‘perigo’ (mesmo sabendo que ali ele será morto) que só irritam o telespectador de tão burro que é! Apesar de tudo isto, este tipo de filme ainda é uma boa escolha para assistir entre os amigos e a namorada, já que para muitos, o gênero “Slasher” virou comédia! Já que se tornou tão previsível.