cinema nickelodens333444

Depois de ser apresentado aqui no Brasil no ‘42º mostra internacional de cinema´ Infiltrado na Klan esteou neste final de semana, 22. Dirigido pelo inconcebível e talentoso “Spike Lee”, autor de belíssimas obras como Malcoml X (1992) e Faça as coisas certas (1989). Durante todos estes anos o diretor aderiu pelo movimento ant. Racista. Spike Lee é conhecido pela frase “Wake Up!” (Acorde!).

Infiltrado na Klan é baseado numa história real! “Em 1978, Ron Stallworth (John David Washington), um policial negro do Colorado, conseguiu se infiltrar na Ku Klux Klan local. Ele se comunicava com os outros membros do grupo por meio de telefonemas e cartas, quando precisava estar fisicamente presente enviava um outro policial branco (Adam Driver) no seu lugar. Depois de meses de investigação, Ron se tornou o líder da seita, sendo responsável por sabotar uma série de linchamentos e outros crimes de ódio orquestrados pelos racistas”. Ron foi o primeiro policial afro-americano do “Colorado Springs”!

O filme tem 2 horas e 16 minutos, porém cada minuto é grandioso e satisfatório, é incrível ver como Spike Lee foi direto ao ponto, na primeira cena podemos analisar um dos parcipantes da Ku Klux Klan, citando como a sociedade negra estraga os Estados Unidos, a partir daí sabemos que ‘Infiltrado na Klan’ não veio para brincar! Spike tem o sobrenome de ousado e discursivo! Ao ver o filme podemos identificar vários discursos dos dois lados! (Mas claro que a Klan é tratada como vilania), no início da trama vemos uma brincadeira de Spike Lee com a frase “Essa merda realmente é real! ”, com isso vemos o grau de intimidade que o diretor cria com o público!

cinema nickelodens332342

Infiltrado na Klan também não deixa a desejar o aspecto fílmico! Roteiro bem elaborado, atuações simplórias e belas jogadas da direção, que são suficientes para misturar um filme bem feito e um filme com uma ótima história. Spike Lee já é ‘reconhecidíssimo’ por sua ‘qualidade’ como diretor, ator, roteirista, escritor, produtor e professor, não há como encontrar um sequer “erro” em sua obra. É muito bom ver filmes com este teor político!

Tal grau de “Política” que podemos analisar fielmente nos dois lados da história, o filme traz milhares de referências! Além de fazer uma obra sobre a Ku Klux Kan, Spike Lee é ousado ao ponto de atacar o atual presidente dos Estados Unidos “Trump”, exibindo cenas reais da violência contra os negros em 2017 e a fala antiética do presidente. Spike Lee também atacou ferozmente o diretor D.W Griffith que no ano de 1915 exibiu a sua maior obra “nascimento de uma nação” o que rendeu uma das maiores polêmicas da história, por tratar da Ku Klux Kan de forma positiva e os negros como seres malditos (segundo Griffith a ideia do filme não era essa! Era apenas uma forma de expressão, mas esse papo deixamos para outro post).

Portanto “Infiltrado na Klan” é um filme de teor expressivo fortíssimo, filme que merece ser reconhecido e aclamado por tal excelência em sua obra.