230px-O_Matador

O Matador (2017) de Marcelo Galvão é um filme western produzido pela plataforma de streaming ‘NETFLIX’. O filme não é recomendado para menores de 18 anos, o que dá a entender que este ‘faroeste’ é bem pesado! No maior estilo brasileiro de se meter bala. O gênero western nasceu com os nossos colegas ‘americanos’, que na época foi um dos pontos mais fortes do cinema norte-americano, também podemos citar filmes do faroeste “Western Spaghetti” que pouca gente sabe, mas foi um dos gêneros mais forte do cinema italiano.

Se já temos a faca e o queijo na mão (que é o orçamento ofertado pela NETFLIX para produzir ‘o matador’) por que não brincar um pouco com gêneros, referências e uma megaprodução? O Matador conta a história de “Cabeleira (Diogo Morgado), um temido assassino de Pernambuco, foi criado pelo cangaceiro Sete Orelhas (Deto Montenegro), que o encontrou abandonado quando bebê. Agora adulto, ele vai à cidade procurar o desaparecido Sete Orelhas.

O Matador faz várias referências ao gênero ‘faroeste’, no maior estilo brasileiro de se fazer um exagero em cena!  Sangue, cortes e principalmente vários tiros na cabeça… (talvez seja esse nosso dom, fazer um cinema que representa o período em que vivemos shshshs).  Creio eu que o diretor ‘Marcelo Galvão’ e seus produtores, obteve uma grande quantia$$ para realizar a produção, já que ele usa e abusa de várias ‘gruas’, travellings, vários planos superinteressantes e cenas muito bem produzidas.

A quem dizem que “O Matador” é uma ‘cópia’ dos Western Americano, mas creio que não! O filme é sim muito parecido com o faroeste americano mas possui uma linguagem única, pois faz referências a filmes brasileiros também, como por exemplo o nosso ‘universo cangaceiro’. Portanto O Matador é uma mescla! Um experimento bem divertido entre o gênero Western e o gênero Cangaceiro brasileiro.   

Clique aqui! E veja o filme completo.