Bird Box 3

estrelas4

Bird Box traduzido “Caixa Dos Pássaros” estreou no dia 21 de dezembro na NETFLIX, o filme é uma adaptação do romance BIRD BOX (2014) de Josh Malerman. É interessante como filmes de teor pós-apocalíptico atraem o telespectador, temos o exemplo do longa “ensaio sobre a cegueira” que aborda questões parecidas e também exerce a função do medo numa sociedade amedrontada. A jornada narrativa de ‘Bird Box’ começou bem antes de sua estreia, nas grandes mídias foi apresentado; trailers, entrevistas, curiosidades e até a visita de SANDRA BULLOCK na CCXP 2018. O longa é dirigido pela cineasta Susanne Bier (Em um Mundo Melhor).

Malorie (Sandra Bullock) é uma mulher grávida destinada a morar pelo resto de sua vida em um apartamento pintando quadros… Até o momento em que um ‘suicídio’ em massa começa a acontecer, Melorie é obrigada a viver em uma verdadeira desventura neste novo mundo pós-apocalíptico, recheado de seres que ninguém pode ver e caso vejam as pessoas se suicidam. A diretora Susanne Bier trabalha com algumas metáforas, cujo a mais forte é a visão dos “pássaros” presos dentro de uma gaiola.

“Bird Box traz consigo elementos da essência do medo, ponto forte da trama! Esta é uma plataforma que a diretora usa para brincar bastante com o entendimento do público, ao mesmo tempo que ficamos curiosos sobre o que realmente é essa “EPIDEMIA” também ficamos extasiado com o tom amedrontador deste SUSPENSE. O roteiro é tão atrativo e curioso que infelizmente deixa várias questões em aberto (que eu não irei contar, para não dar SPOILER).

 

Entretanto a diretora Sussane Bier deixa nossa mente agir por contra própria, já que ela não apresenta ‘soluções plausíveis’ para o conflito. Também não podemos esquecer da presença vibrante de SANDRA BULOCK, ganhadora de várias estatuetas de ‘melhor atriz’ como por exemplo nos filmes; um sonho possível (2010) e Gravidade (2013). A atriz cai de cara neste projeto, abrindo as portas para a narrativa deste livro.

Portanto “Bird Box” é um longa-metragem que devemos assistir diversas vezes e fazer analises profundas de cada metáfora. Assista ao filme com a mente prestativa, observe as ligações que o filme faz; a questão dos pássaros e dos humanos, o cego e sua sensibilidade audível e principalmente o medo que afeta a construção do real e irreal (Quase dei spoiler). Vale apena se atentar a premissa deste filme!