BLACK MIRROR2322

Produzido pela ‘NETFLIX’ e dirigido por Charlie Brooker (A Saga Crepúsculo: Eclipse), Black Mirror: Bandersnatch é um filme condensado da série “Black Mirror”, onde cada episódio é derivado de uma história diferente, na maioria das vezes é composto por uma narrativa que aborda a psique humana. O longa é uma inovação da ‘NETFLIX’ que possibilita o telespectador conduzir o fio da meada da maneira que quiser.

O filme conta a história de um jovem (Fionn WhiteHead) que é contratado por uma produtora de games para produzir um ‘jogo’. Quando ele começa a produzir o ‘jogo’ acaba tendo delírios e alucinações. Até o momento parece uma história simples, porém logo no início da trama começamos a descobrir o que realmente é um filme interativo.  Na primeira cena o jovem acorda e toma seu café da manhã, seu pai oferece dois tipos de alimento; Sugar Puffs ou sucrilhos, a partir deste momento uma música de background entra em cena e as abas laterais do quadro diminui; logo aparece 2 perguntas ao telespectador – Sugar Puffs ou sucrilhos?  O telespectador tem a chance de mover o mouse e clicar onde quer. Segue o exemplo abaixo:

BLACK MIRROR23

A condução da história começa a partir daí! Dependendo de qual será sua opção a narrativa seguirá sua escolha! O longa possibilita ao telespectador cinco finais diferentes (ao assistir só consegui chegar a 2). É interessante como o filme oferece múltiplas escolhas ao público, importantes ou não, sempre terá seu peso narrativo.

‘Black Mirror: Bandersnatch’ é realmente um “jogo” e tem a duração de 1 hora e meia. Esta nova tecnologia é bem atrativa e proveitosa, mas acredito que foge um pouco do intuito do que realmente é um filme.  Infelizmente essa nova plataforma não está disponível para os ‘smartphones’, somente para os computadores, iphones, tabletes e afins.

Filme NETFLIX