Conheça as 5 referências que o filme traz para o público e quais são suas ligações com a internet.

detona-halph-302-02.jpg

Estreou nesta quinta-feira (03) a sequência do filme Ralph (2012), ‘WiFi Ralph: Quebrando a Internet’ foi dirigido novamente por Rich Moore e Phil Johnston e produzido pela Disney Pictures. Passados 6 anos após sua primeira aventura com Vanellope (Sarah Silverman), Ralph (John C. Reilly) desta vez se aventura por um universo bem mais amplo, – a rede mundial de computadores! Ralph mergulha profundamente neste mundo, fazendo várias referências ao nosso cotidiano e conhecendo as principais plataformas da web, como por exemplo: Ebay e até mesmo a Deep Web. Confira abaixo 5 referências que o filme traz (lembrando que são mais referências).

BuzzTube VS Youtube

O BuzzTube no filme é a versão genérica do Youtube, onde Ralph começa a produzir vídeos para monetizar seu canal e por si só ganhar dinheiro para pagar o ‘volante’ de Vanellope. WiFi Ralph: Quebrando a Internet usa e abusa desta referência, fazendo o Ralph viralizar na internet e ganhar várias curtidas.

Vírus do Ralph e a questão da cibesegurança  

Na trama podemos observar que a solução do conflito se baseia em Ralph vencer a si mesmo e acabar com o vírus que destrói toda a internet. Este vírus é causado por um ‘Malware’ que invade a ‘rede mundial de computadores’ e descobre uma fragilidade em Ralph e assim começa a se espalhar.  Sabemos que na ‘internet real’ existem alguns vírus que se tornam virais e afetam boa parte dos usuários, podemos citar o caso do vírus Wannacry que afetou cerca de 150 países. Portanto WiFi Ralph: Quebrando a Internet nos alerta sobre este risco e faz referência direta nesta questão.

Na dublagem brasileira a personagem Shank é dublada por Gisele Bündchen

Em sua versão original a personagem Shank é dublada por Gal Gadot (mulher-maravilha), já na versão brasileira a personagem ‘Shank’ que faz o papel da moça simpática que apoia Vanellope e que também é uma corredora veloz é interpretada por Gisele Bündchen. O que foi uma sacada bem esperta da empresa brasileira que realizou a dublagem, já que a modelo já interpretou outro papel bem parecido no filme Táxi (2004).

A Deep Web e a vilania do filme

Outra questão abordada no filme é a ‘Deep Web’! Conhecida por ser o mercado sujo da internet, onde todas as demais camadas de pesquisas estão escondidas a sete chaves e onde o Google jamais pensou em buscar… Ralph conhece o lado mais obscuro da ‘rede mundial de computadores’, um lugar escuro e cheio de seres estranhos onde Ralph acaba levando um “Malware” consigo de volta para a internet.

O cyberbullying e os comentários malvados nas mídias sociais

Após Ralph viralizar na internet com seus vídeos hilários, em uma das cenas do filme ele se depara com os ‘comentários’ maldosos do público crítico da internet. As frases “O Ralph é feio” e “Eu odeio o Ralph” são utilizadas na cena para mostrar um dos malefícios da internet, -o cyberbullying.

Portanto ‘WiFi Ralph: Quebrando a Internet’ é um filme bem pipoca, que tem como público alvo todas as idades, um filme que brinca com o uso exacerbado da internet; comentando seus benefícios e malefícios.