https://cinemanickelodeons.files.wordpress.com/2019/01/solo3-e1547255536976.png

estrelas3

Estreou nesta sexta-feira (11) na NETFLIX o filme Solo (2018), obra do diretor espanhol Hugo Stuven. De nacionalidade ‘Spanish’, o longa aborda questões sobre a solidão, sobrevivência e principalmente o amor à vida. O filme é baseado em fatos reais e é estrelado por Alain Hernández e Aura Garrido.

‘Solo’ relata a vida de Álvaro Vizcaíno. Em um dia comum o surfista decide dar uma volta sobre as montanhas, porém ele acaba caindo do penhasco e por fim se machuca gravemente e perde os movimentos dos pés, impossibilitado de andar, agora Álvaro tem o desafio de sobrevier no mar sozinho. O longa tem teor dramática e romântico, sua narrativa é construída através de ‘associações’ que mostra a história através de alguns ‘flashbacks’.

https://cinemanickelodeons.files.wordpress.com/2019/01/soloo-e1547255647123.png

Entretanto, como se trata de um filme ‘adaptado em fatos reais’ ele é propenso a apresentar mudanças na história. Podemos observar inicialmente a ATMOSFERA da trama (os primeiros 15 minutos da trama apresenta o conflito e fala como será o aspecto literário do filme), de início parece ser muito chato por arrastar muito a apresentação do conflito, porém ao longo da estória podemos analisar um conteúdo mais interessante. Ou seja, a luta pela sobrevivência (este é um fator para critérios de noticiabilidade, o grande público se interessa bastante por tragédias).

Outro fator interessante de ‘solo’ são seus planos poéticos! Seus quadros são mais expoentes e mais eficazes na hora de representar a fúria do ‘mar e da areia’. O filme apresenta de forma sucinta o sentimento da solidão vs comunhão e depressão vs esperança, o personagem vive o tempo todo em um conflito interno que bati de frente com sua ex-mulher e seus familiares. “Portanto, Solo é uma boa opção da NETFLIX para entendermos a capacidade humana, como sobrevivemos a situações extremas? Como a solidão nos afeta? E como nossos conflitos internos nos incapacitam? Essas são algumas perguntas que o filme apresenta para o telespectador.