https://cinemanickelodeons.files.wordpress.com/2019/01/como-treinar-o-seu-dragão-3.jpg

estrelas4

Neste terceiro filme dirigido por Dean Deblois a DreamWorks deixa um pouquinho de sua essência, que é fazer as pessoas chorarem! Também trouxe suas belíssimas trilhas sonoras e por fim sua genialidade em conduzir os personagens de forma exemplar. ‘Como treinar o Seu Dragão 3’ se despedi das telonas em grande estilo, deixando o seu legado para todos os públicos.

Sinopse oficial: Soluço (Jay Baruchel) busca realizar seu grande sonho de encontrar um lar pacífico onde os dragões possam viver em segurança. Lá, Banguela descobre uma companheira, assim como ele, mas um tanto selvagem. Mas é quando o perigo começa a rondar o lar, que a dupla Banguela e Soluço é testada e precisa tomar decisões difíceis para salvar suas espécies.

Tive o prazer de assistir ao filme em uma sala de cinema não tão cheia (o que é bem estranho), e pude perceber cada reação e cada suspiro que a DreamWorks é capaz de fazer com o público, em um momento ouvi uma moça soluçando e falar –ah… não pude segurar! Naquele momento realmente tive que concordar, era imprescindível não chorar. Como treinar o Seu Dragão 3 traz uma sensibilidade amorosa e romântica, este último longa faz o nosso dragão Banguela se apaixonar.

como treinar o seu dragãoo 3

O diretor Dean Deblois mostrou que seu projeto foi bem realizado! Principalmente por causa dos movimentos de cada dragão que estão mais reais do que nunca (até me arriscaria em dizer que o diretor passou um tempo com vários répteis, só para observar seus movimentos) se realmente existisse estes dragões eles seriam exatamente assim. E aliás, o filme trabalha o PONTO DE FUGA E PESPECTIVA do telespectador de forma brilhante! Sempre enfatizando a profundidade de campo e a sobreposição de objetos, pude notar o grau de qualidade visual logo nas três primeiras cenas.

Confira aqui as estreias da semana!

Como treinar o Seu Dragão 3 traz um romance bem humorizado e gracioso! O dragão Fúria da luz e o dragão fúria da escuridão se unem e por fim traz uma ‘PREMISSA’ muito linda, mostrando para o público (principalmente para as crianças) que as diferenças podem se completar!  Portanto é um filme para rir, para torcer, para se emocionar e para chorar. Traduzindo é DREAMWORKS mesmo!

Leia mais críticas clicando aqui!