https://cinemanickelodeons.files.wordpress.com/2019/02/escape-room.jpgestrelas3

Estreou nesta quinta-feira (7) nos cinemas brasileiros o filme “Escape Room”, o longa é um TERROR  trabalhado por Adam Robitel (Atividade Paranormal 3d) e é uma coprodução entre EUA e África do Sul.  Sua atmosfera inicial vai te fazer lembrar dos jogos letais que Jig Saw construía em “jogos mortais”.

Partindo desta ideia “Escape Room” conta a história de 6 pessoas  que sobreviveram em acidentes terríveis; Zoey (Taylor Russel), Ben (Logan Miller), Amanda (Débora Ann), Jason (Jay Ellis) e Mike (Tyler Labine), que recebem um convite especial para participar de um experimento inusitado, ou seja… Ficar presos dentro de uma sala e tentar escapar daquela situação, a recompensa? Dez mil Dólares!

Achou a jornada do filme interessante? Ou repetitiva? Enfim, um pouco dos dois. Mas por mais estranho que pareça “Escape Room” não é de se decepcionar, consegue dominar a atenção do público e cria uma leve tensão claustrofóbica. Pondo as cartas na mesa, o diretor Adam (sobrenatural) preferiu optar por um TERROR sem sustos mas que trabalhasse  o medo de cada personagem.

Jogos mortais, jogos letais, jogos humanos, jogos e mais jogos… O que “Escape Room”  tem de diferente? O que o difere? Na verdade nada, ele segue a mesma regra de outros filmes (Que segue o mesmo tema). Porém é um longa bem interessante, consegue criar uma “DINÂMICA” entre o telespectador e os personagens (Mas claro que tem os seus clichês toscos e inaceitáveis nas cenas mais tensas).

Portanto “Escape Room” é um filme para vermos no grupo de amigos, já que seu roteiro é construído em cima de 6 personagens, porque não assistir ao filme com 6 pessoas?  (Quem sabe fazer o mesmo com eles), brincadeiras a parte… O filme é um pouco atrativo e deve vender um bocado nos cinemas brasileiros.