https://cinemanickelodeons.files.wordpress.com/2019/02/querido-menino-beautiful-boy-diamond-filmes.png

Estrou nesta quinta-feira (21) o longa-metragem “Querido Menino”, baseado no livro Beautiful Boy, David Sheff e Tweak” de Nic Sheff. O filme é dirigido pelo belga Felix Van Groeningen e é protagonizado por Steve Carell (A volta do todo poderoso). Com traços singelos e com argumentos dramáticos o longa traz uma luz emocionante ao telespectador, confira abaixo os 5 maiores motivos para ver “Querido Menino”.

Baseado em fatos reais

O filme conta a história do jornalista David Sheff (Steve Carell) que mora juntamente com sua mulher Karen, seus dois filhos e seu filho mais velho Nic Sheff (Timothée Chalamet). Logo David descobre que seu filho é viciado em drogas, porém, já é tarde demais! O jovem já está se alucinando com METANFETAMINA. Começa então uma jornada interminável para a CURA.

A história é emocionante? Te fez chorar? Com certeza! Ainda mais porque ela é REAL! Nic Sheff passou uma vida inteira tentando vencer o vício em drogas, seu pai David Sheff serviu de SUPORTE emocional em toda sua trajetória. E o que aconteceu? Escreveram 2 livros “Beautiful Boy” e “Tweak”.

 Steve Carell sai da zona da comédia e arrasa no drama

Steve Carell possui mais de 40 filmes em sua biografia que na maioria das vezes são filmes de comédia. Enfim, dizem que bons comediantes são excelentes atores, pois fazer COMÉDIA É DIFICIL!  O filme é uma análise apurada de um pai tentando ajudar o seu filho, independente de seus outros filhos, esposa, trabalho ou vida social. A figura deste “PAI” leva o telespectador ao CHORO e a ADMIRAÇÃO! E adivinha quem fez tudo isso? Stiven Carell! Imprescindível, eloquente, admirável e emocionante. O ator é maravilhoso nesta questão.

A Metanfetamina é analisada cruelmente

Metanfetamina é uma droga sintética (ilícita), ou seja, uma substância psicoativa de ação estimulante do sistema nervoso central. Entre os usuários, a metanfetamina é querido meninoconhecida como Ice, Tina, Meth, cocaína de pobre, Speed ou cristal. E Nic Sheff também é viciado nesta droga, em uma das cenas David Sheff usa a substância só para sentir a sensação de seu filho e entender o que se passa na cabeça dele. Como um bom jornalista, David também vai atrás de textos e fontes falando sobre o assunto, se torna um especialista nesta droga…. Tudo isso para ajudar seu filho. “Querido Menino” retrata os males da metanfetamina de forma bem dramática.

O que mais chama atenção é o DRAMA

https://cinemanickelodeons.files.wordpress.com/2019/02/quero-menino-3.jpg“Querido menino” é uma história entre tantas outras? É apenas uma estatística? É apenas o retratado da realidade? Sim! E sim! Mas então, o que difere a história de David Sheff e Nic Sheff das outras? Simplesmente é a maneira que foi contada! Um filme usa uma artimanha chamada ELEMENTO, durante 2 horas o diretor tem o poder de controlar a mente do telespectador, FATO! E como isso funciona?   É simples = Trilha sonora com teor psicológico de cada cena (Ou personagem) + direção de arte aplicada em cima do contexto + uma boa fotografia que trabalha em cima da perspectiva humana e por último a direção de cena que nos mobilizam a ficar ali! Presos naquela história.

E com certeza “Um querido menino” usa desta artimanha para nos emocionar e nos levar para dentro desta triste história.

 O filme tem teor EDUCATIVO

Como dizia o grande professor Marcos Napolitano –o cinema tem papel de ensinar e prestar um certo serviço! “Querido Menino” é o típico filme que o professor deve exibir em sala de aula, sua conscientização sobre o mundo das drogas é fundamental para a construção de uma mente FORTE!  Fico muito feliz em ver que o cinema americano ainda produz este tipo de filme! Eles são realmente importantes para a sociedade alucinada em que vivemos.