Outro filme que se destacou na noite do Oscar 2019 foi “Bohemian Rhapsody” do diretor Bryan Singer. O filme levou para casa 4 estatuetas, incluindo melhor ator, melhor mixagem de som, melhor edição e melhor edição de som.

Confira abaixo nossa crítica postada no dia 5 de novembro!

Cinema Nickelodeons

SharedImage-83983.jpg

Retratar uma história real no cinema nunca foi uma tarefa fácil, o ato de adaptar, mudar, trocar personagens e principalmente mudar um pouco o sentido de algumas histórias é    comum! “Bohemian Rhapsody” não é diferente, o filme está exposto a uma realidade nua e crua sobre as biografias de grandes cantores. Apesar de deixar de canto polêmicas mais ardentes, o filme é emocionante e apresenta um show belíssimo de trilha sonora.

Bohemian Rhapsody é uma celebração tênue a banda “Queen”, Freddie Mercury (Rami Malek) desafiou estereótipos e quebrou convenções para se tornar um dos artistas mais amados do planeta. Dirigido por Bryan Singer conhecido por dirigir grandes produções cinematográficas como por exemplo; os seis filmes da franquia e X-Men e Superman – O Retorno. O diretor entendeu que o filme teria que transparecer uma figura exótica de Mercury, trabalhou bem estereótipos do cantor. Já a atuação de Rami Malek…

View original post mais 224 palavras