https://cinemanickelodeons.files.wordpress.com/2019/03/vinicius-de-moraes.jpg

estrelas3

O canal CURTA! exibiu nesta segunda-feira (4) o documentário “Vinicius” (2005) escrito e dirigido por Miguel Faria Jr que é pioneiro em retratar artistas no cinema. O filme ganhou 2 prêmios no “Grande prêmio do cinema brasileiro”, nas categorias de melhor documentário e melhor trilha sonora. Com quase 3 horas de duração o longa-metragem retrata a vida do poeta, cantor, compositor, crítico de cinema, diplomata, dramaturgo e jornalista -Vinicius de Moraes! Desde seu nascimento em 1913 até sua morte em 1980.

Foi utilizado o formato de Pocket show (Realizado por 2 atores, Ricardo Blat e Camila Morgado ❤ ) para retratar a vida e a arte de “Vinicius de Moraes” nas telonas.  Os dois artistas dão o pontapé inicial para mostrar essa jornada que é seguida por poemas e muita cantoria.

“Com as lágrimas do tempo e a cal do meu dia eu fiz o cimento da minha poesia”… Vinicius de Moraes

O diretor Miguel Faria Jr literalmente entrou nas raízes das histórias de Vinícius, exprimiu suas mais belas poesias e trouxe para as telonas os seus amigos mais antigos. O filme tem um acervo “biográfico” muito grande! Inclusive, entrevistas até mesmo com suas duas filhas. Mas por detrás de tanta “História”  o objeto mais aclamado em cena é sua poesia que se alimentava da fonte do AMOR!

https://cinemanickelodeons.files.wordpress.com/2019/03/vinicius-de-moraes2.jpg

“De tudo ao meu amor serei atento
Antes, e com tal zelo, e sempre, e tanto
Que mesmo em face do maior encanto
Dele se encante mais meu pensamento” Vinicius de Moraes.

“Vinicius” é um projeto muito bem elaborado e organizado! O Cinema poético foi utilizado de forma sublime em todo o documentário. Foi utilizado o elemento chave! História + poema + entrevistas tudo acaba em = música. E assim por diante… O documentário seguiu essa linha de raciocínio até o final.

vinicius de moraes

“De manhã escureço
De dia tardo
De tarde anoiteço
De noite ardo”.

Portanto, Miguel Faria Jr conseguiu sugar a história inteira do poeta, dando detalhes sobre sua vida e morte, trazendo para o telespectador a oportunidade de vê-lo novamente! Ele é mostrado de forma bem complexa e seu estereótipo é delineado na trama de forma bem significativa, também não podemos esquecer de observar as atitudes do cantor diante as dificuldades da vida. E qual foi o resultado final disto tudo? Foi a resolução do que realmente significou o amor para ele! Segundo seus amigos mais chegados. Ficou com vontade de assistir? Então assista! Vale realmente a pena! Não é somente um “filme” é um documento histórico!

“Só deixarei de te amar quando
O véu da morte cobrir minha face,
Mesmo assim nascerá em minha sepultura
Uma rosa em cujas pétalas,
De sangue, estará escrito: Amo você!”