O-anjo_cartaz

estrelas4

Estreou nesta quinta-feira (18) o filme argentino ‘O anjo’, escrito e dirigido por Luis Ortega. O longa-metragem conta a história de

Carlos Robledo Puch que cometeu 11 assassinatos e participou de 45 roubos entre 1970  a 1971. O longa foi exibido aqui no Brasil em 2018 no festival internacional de cinema em São Paulo.

Sinopse: Carlos Robledo Puch (Lorenzo Ferro) está preso há 45 anos, o período mais longo de detenção já registrado na história da Argentina. Durante a adolescência, ele confessou ter cometido diversos assassinatos, executado mais de 40 roubos e uma série de sequestros. Alguns de seus atos criminosos configuraravam-se como uma forma de impressionar Carlos, um amigo íntimo. Quando sua identidade foi revelada para o público, ele ganhou o apelido de “Anjo da Morte”, graças aos seus cachos e rosto angelical.

O-anjo_interno2-740x345

‘O anjo’ retrata o lado podre de Buenos Aires! Muitos argentinos preferem esquecer de Carlos Robledo. Inclusive, sua conduta psicopática, sua impiedosa mente e seus atos criminosos, já são o suficiente para deixar uma mancha negra no passado de Buenos Aires. Porém, o diretor Luis Ortega pensou de maneira diferente! Foi retratado um simples “JOVEM” com uma vida comum, mas que tem tendências de sociopata… Apesar disto o filme nos deixa uma “premissa/alerta” muito boa.  A ATENÇÃO QUE DEVEMOS dar aos jovens (Aliás! É o principal tema que o mundo discute).

Portanto, ‘O Anjo’ é um Longa-metragem para refletir e tentar entender como funciona a mente de um serial killer. Vale a pena assistir.