missinglink.jpg

estrelas-amarelas-da-avaliação-de-produto-ilustração-do-vetor-isoladas-no-branco-110507089

Screenshot_2019-11-08-12-32-57-171_com.android.chrome

Screenshot_2019-11-08-12-31-12-035_com.android.chrome

Chegou aos cinemas nesta quinta-feira (7)   a animação Link perdido, dirigido por Chris Butler (Paranorman) e protagonizado por Hugh Jackman e Zach Galifianakis (Se beber não case). O longa é distribuído pela BUENA VISTA / DISNEY. 

LEIA A SINOPSE

Sir Lionel Frost (Hugh Jackman) se considera o melhor investigador de mitos e monstros do mundo. O problema é que nenhum dos seus colegas o leva a sério. Sua última chance para ganhar seu respeito é provar a existência de um ancestral primitivo do homem, conhecido como o link perdido.

Duração: 93 min 

Diretor: Chris Butler 

Distribuidora: Walt Disney 

Gênero: Animação   

Classificação: 10 Anos

Apesar da baixa classificação de idade, Link perdido agrada a adultos também. Nada como criar um personagem caricato do “pé grande”; gordo, engraçado, atrapalhado ahah e principalmente muito bobão, e claro, colocá-lo numa aventura com o seu amigo Sir Lionel na voz de Hugh Jackman. Já podemos imaginar no que poderia dar neh? No mínimo um mar de gargalhadas. 

O interessante é que o filme traz um roteiro super básico (mas cativante); o protagonista Sir Lionel é desafiado pelo lord Piggot-Dunceby (Stephen Fry) a descobrir mitos e criaturas pitorescas, a partir daí, Lionel fará de tudo para ganhar o seu espaço junto aos maiores investigadores do mundo (PLOT concreto). 

Link perdido também faz piada com a figura de High Jackman, como por exemplo utilizar a famosa frase dos vingadores: “Gênio, bilionário, playboy, filantropo”. O Sir Lionel traz muito de Sherlock Holmes (2009) também, seu estereótipo remete aos clássicos personagens que Jackman já interpretou (também não podemos deixar de citar que o personagem em questão também lembra o Dr.Dolittle que vai estrear em 2020). 

Portanto, Link Perdido é uma ótima sessão para assistir num domingo a tarde com a criançada, parceiro ou parceira, família ou até sozinho. Uma animação divertida e super harmoniosa.