Cartaz - Minha Mãe É Uma Peça 3.jpg

estrelas-amarelas-da-avaliação-de-produto-ilustração-do-vetor-isoladas-no-branco-110507089

Estreou no dia 26 de dezembro de 2019 a terceira sequência do filme “Minha mãe é uma peça”, desta vez dirigido por Susana Garcia (Minha vida em marte) e distribuído pela DOWNTOWN FILMES.  O longa é baseado na peça de mesmo nome, criada e estrelada por Paulo Gustavo que levou milhões de espectadores ao teatro ao longo dos anos em cartaz.  Lançados em 2013 e 2016, os dois primeiros filmes levaram juntos mais de 13 milhões de espectadores aos cinemas com uma arrecadação total de R$173.798.332,00 (*Fonte: Filme B).

Sinopse

Dona Hermínia (Paulo Gustavo) vai ter que se redescobrir e se reinventar porque seus filhos estão formando novas famílias. Essa supermãe vai ter que segurar a emoção para lidar com um novo cenário de vida: Marcelina (Mariana Xavier) está grávida e Juliano (Rodrigo Pandolfo) vai casar. Dona Hermínia está mais ansiosa do que nunca! Para completar, Carlos Alberto (Herson Capri), seu ex-marido, que esteve sempre por perto, agora resolve ficar ainda mais próximo. “Minha Mãe É Uma Peça 3” conta como a mãe mais divertida do Brasil reage a todas essas confusões.

Observação: Independente do que a crítica especializada fala, este filme está vendendo muito bem! E levando milhões aos cinemas.  

Minha visão de crítico: Eu tenho a impressão de que quando assisto esse tipo de filme  estou dentro de um SITCOM, onde a história é a mais fraca possível e tudo gera em torno do Paulo Gustavo, o roteiro é cheio de furos e tem um único objetivo “Colocar o Paulo Gustavo em todas as situações possíveis”.

No SITCOM é trabalhado a piada rápida (1s , 2s e piada 1,2 e piada), porém lembramos que o CINEMA possui sua própria linguagem cinematográfica, não precisa ser igual a um SITCOM ou uma peça de teatro. Tenho a impressão de que “Minha mãe é uma peça 3” está melhorando, mas ainda parece um teatro filmado. Falta história.  Entretanto, independente dessa situação, esse filme está arrasando nas bilheterias e consegue humilhar facilmente a concorrência.

MMEP3_015.jpg

Minha visão de espectador: Paulo Gustavo está ainda mais engraçado, é muito bom ir ao cinema com a família e dar boas gargalhadas com esse fenômeno (Dona Hermínia). Essa empatia com o público é realmente reconfortante!

Digamos que “Minha mãe é uma peça 3” é um espetáculo comercial, mas é claro que vou assistir mais de uma vez $$$$$$$ (-: